+55 (47) 9662-9389      falecom@hochland.com.br

Pug Preto e sua Origem na História da Raça

Possivelmente você já viu um desses rabinhos enrolado e carinha achatada na cor preta passeando com seu dono na rua e ficou curioso para saber da onde surgiu esta variação de cor, o Pug Preto acertei?

Nesse texto, vamos trazer um pouco da história do Pug preto, mitos sobre a diferença de personalidade em relação à cor e onde surgiram os primeiros Pugs pretos diante da história da raça.

Diferença de personalidade

Há quem pergunte se existe diferença de personalidade entre preto e abricot. Black Pug

Podemos adiantar que isso é um mito, a personalidade que seu Pug possa apresentar ou apresente é impresso através da influência de vários fatores. Lembrando que cada cão é um ser único.

Algumas das características de temperamento são transmitidos pelos traços genéticos, que passam dos pais para os filhos.

Outro fator de suma relevância é o processo que chamamos de imprintig, fase que aprendem aspectos sociais e psicológicos da sua espécie com o ambiente de convívio e acontece durante os 4 primeiros meses de vida do filhote, é quando forma sua personalidade.

Não esquecendo que há também influência de como será a rotina no lar com a sua nova família.

Concluímos que seja ele preto, castanho ou abricot, o que diferencia a sua personalidade não será a cor e sim como é criado, tratado e educado.

 

Pug Preto e sua Origem

Origem do Pug Preto nas pinturas

Tela de William Hogarth, “House of Cards”

Os Black Pugs ou Pugs Pretos como conhecemos, são vistos desde o ano de 1730, graças à pintura de William Hogarth, na tela “House of Cards”. Hogarth era um artista que ficou conhecido na raça por retratar muitos dos seus Pugs de estimação, isso há mais de 250 anos. Nas pinturas podemos observar o desenvolvimento da raça, em que o corpo dos Pugs eram mais delgados (e o rosto não era tão plano).

Conta-se na história, que os antigos governantes chineses possuíam muitos Pugs pretos, por acreditarem serem mais especiais que os abricots, os pretos viviam em canis exclusivos para eles ou moravam dentro das propriedades dos governantes, fazendo companhia.

Os primeiros filhotes foram importados da China e só foram apresentados na Inglaterra no ano de 1886. Onde até então, a cor preta não tinha sido vista na Europa.

Foi durante este período que a Inglesa Annie Brassey, apresentou seus Pugs pretos na exposição de beleza de Maidstone, situado há 50 quilometro de Londres, realizado naquele ano. Onde se acredita que ela quem trouxe da sua curta viagem da china.

Cem anos mais tarde, a rainha Victoria possuía um Pug preto com marcação branca, talvez foi um presente dos chineses para a Rainha.

Em 1896, foram tentados exibir o Pug Preto como se se tratasse de uma variedade obtida na Inglaterra, mas apesar do considerável apoio, não foi permitido.

Devido a sua beleza os Pugs pretos começaram a ganhar aceitação e popularidade, hoje estão por toda a parte espelhando alegria em seus novos lares.

Preto x Abricot

Muitos interrogam ao procurar um Pug se a cor preta é mais rara ou por qual motivo se tem menos Pugs pretos que abricots!

O que muito de nós não sabemos, é que a cor preta é mais comum do que imaginamos, pois o gene da cor preta é o mais forte e irá dominar qualquer outra cor, é o gene dominante.

Isso pode levar a nos perguntar porque há mais Pug abricot do que os pretos. O principal motivo é que os criadores reproduzem mais abricot.

Se ambas as cores fossem igualmente representadas nos programas de reprodução, haveria mais ninhadas com Pugs pretos que atualmente podemos ver.

Para entendermos melhor, a cor do filhote Pug é determinada por um par de genes de cores, um vem da mãe, o outro do Pai

* Se ambos os genes dos pais for preto, os filhotes Pugs serão todos pretos
* Se um gene for preto e o outro abricot, com predominância do gene preto
* Se ambos os pais forem abricot, a Pug será abricot

Por último, não há diferença na aparência nos Pugs pretos em relação as outras cores, tanto na estrutura do corpo, quanto no seu tamanho, nas orelhas, na cauda, ou seja, são os mesmos sem apresentar desvio no padrão.

Fonte: Blog Canil Hochland Kennel

E você, gostou do nosso texto? As informações foram úteis para você? Deixe sua opinião nos comentários!

Publicado em

2 comentários

  1. Kátia em 21 de fevereiro de 2019 às 8:50 pm

    Muito lindo,sou louca para ter um cachorro Pug aqui em casa. Tenho duas filhas uma de 3 anos e outra de 6 anos. São perfeitos para
    crianças. Quem sabe um dia terei um!

    • André Diego Ulrich em 14 de março de 2019 às 2:58 pm

      Obrigado Kátia pela seu comentário, os pretinhos são minha paixão também, são maravilhosos e torço que no tempo certo chegue o seu, aqui sempre quis ter um e demorei para ter a nossa primeira, para nós ela é muito especial, foram 5 anos para a chegada da nossa pérola negra, a pequenina Anastásia. Ela é uma princessa piquititica, arteira que só, e ganhou nossos corações!

Deixe um Comentário