+55 (47) 9662-9389      falecom@hochland.com.br

Espirro reverso em Pug – Hochland Kennel

Espirro reverso em Pug

O Intuito de escrever esse texto, surgiu após Fred um Hochland Pug, apresentar pela primeira vez aos 4 meses de idade o espirro reverso, que foi o bastante para preocupar a sua tutora. Após algumas trocas de vídeos, identificamos que se tratava de um simples espirro reverso e a família poderia ficar mais tranquila. Como criador do Fred, me senti no dever de ter enviado um artigo que lhe pudesse ser consultado sempre que for necessário, para tirar todas as dúvidas da família. Após concluir este artigo, tenho a certeza que a mamãe do Fred se sentirá mais segura e preparada caso ocorra novamente e você leitor também.

Se você não sabe o que está acontecendo e é a primeira vez que está assistindo um espirro reverso em seu Pug, posso imaginar que seja um filme de terror, além da preocupação que normalmente não sabemos como agir na primeira vez e fazer uma análise da gravidade.

Espere, respire e tente manter a calma que estamos aqui para auxiliar a você identificar quando é um espirro reverso (e, o mais importante, quando não é), você como tutor(família) do pequeno Pug precisa entender o que são os espirros reversos, o que poderá fazer para ajudar, as causas e quando deverá ser tratado.

 

O que é o espirro reverso

O espirro reverso é um espasmo que cientificamente é conhecido também como “reflexo de aspiração mecanossensível”, “respiração paroxística inspiratória” ou “reflexo faríngeo”, nomes estranhos, não? É um distúrbio espasmódico que parece alarmante quando está ocorrendo em seu animal de estimação, geralmente é inofensivo e passará dentro de 1 há 2 minutos.

Se caracteriza pela rápida puxação de ar através do nariz e acompanhada por um som estranho audível. É o oposto ao simples ato de espirrar para remover algo irritante nas vias respiratórias.

A síndrome do espirro reverso está associada a raças de cães que têm rostos planos e narizes curtos, cavidade nasal estreita e via aérea comprimida, os braquicefálicos como o Pug, Bulldog Inglês e Boston Terrier, são raças que estão mais propensas.

 

Como surgiu o espirro reverso em meu Pug ?

O espirro reverso está associado ao espasmo do palato macio e da garganta em resposta à presença de um irritante. Na verdade, não é um reflexo típico de espirros onde o cão empurra o ar pelo nariz. O espasmo resulta no estreitamento das passagens aéreas, dificultando a respiração no ar temporariamente.

Outras causas reconhecidas de espirro reverso incluem hipersensibilidade a alérgenos potenciais comuns, como pó, ácaros, produtos químicos domésticos e pólen.

Também pode ser desencadeada por infecções virais, gotejamento pós-nasal e inflamação das passagens nasais. Infecções dos (sinusites), alimentação ou consumo rápidos, tolerância baixa a exercícios ou até mesmo quando seu Pug ao puxar sua coleira excessivamente, também podem causar espasmos faríngeos associados com espirro reverso.

Existem também estudos que foram capazes de demonstrar um vínculo genético na ocorrência da condição.

As causas mais comuns para cães mais jovens incluem infecções, a existência de fenda palatina ou infecções brônquicas

As causas mais comuns para cães mais velhos incluem tumores nasais e doenças dentárias.
Outras causas podem ser a irritação de muco, obstrução da passagem nasal, inflamação, excesso de secreção nasal ou secreção, pneumonia, vômitos crônicos e doenças gastrointestinais. A doença dentária crônica pode levar tanto a espirros crônicos como a espirros reversos.

 

Identificando um espirro reverso

O nariz curto de um Pug pode muitas vezes forçá-lo a inalar o ar, acompanhado por um barulho ruidoso repetidamente. Você poder observar o seu Pug exibindo espirro reverso pouco depois de beber água ou quando ele está muito agitado. Uma coleira muito apertada também pode colocar pressão sobre seu pescoço e, posteriormente, irritar a faringe. Por incrível que se pareça, geralmente seu Pug vai aparentar estar super normal antes e depois crises de espirro reverso, como se nada estivesse acontecido com ele.

Ele geralmente ficará em pé parado.

Estenderá a cabeça e o pescoço enquanto suspira acompanhado de um chiado.

Seus olhos podem ficar arregalados

Os cotovelos ficarão virados para fora.

O espasmo faz com que a traqueia fique estreita, dificultando a entrada de ar suficiente nos pulmões. Seu pescoço também se expandirá, pois, seu cão tentará tomar mais ar.

Você também poderá perceber que a boca do seu Pug, geralmente estará parcialmente ou totalmente fechada

A maioria dos episódios de Espirro reverso duram cerca de um há dois minutos.

O som que acompanha os espirros reversos é um som súbito e surpreendente que faz com que muitos proprietários de cães pensem que seu Pug está sufocando ou com um ataque de asma.

 

 

Ajudando seu Pug Hochland !!!

Massageie suavemente a garganta de seu Pug ou as costas da cabeça ao sentido da cauda.

Incentive seu cão a engolir cobrindo suas narinas brevemente com a ponta dos dedos. Isso pode eventualmente eliminar qualquer irritante presente na garganta.

Quando durar mais de dois minutos, você poderá puxar suavemente a língua para ajudar a abrir a boca e permitir que mais ar passe através das passagens nasais.

Sirva água ou algo para comer, também pode parar o Espirro reverso.

Se o que estiver causando a irritação em seu Pug estiver presente dentro do ambiente que ele esteja, sugerimos que você leve-o para passear em outro ambiente mais arejado, como o jardim para obter um pouco de ar fresco.

— Se for causado por alergias, os anti-histamínicos podem reduzir a liberação de histamina associada a respostas alérgicas e devem ser utilizados de acordo com a recomendação do seu veterinário.

— Como há necessidade de rápida expansão e contração da cavidade torácica, não segure seu animal de estimação com força; assim, pode impedir o seu animal de estimação das grandes inalações e exalações necessárias para expulsar alérgenos.

Obs.: É importante reconhecer que os episódios de espirros reversos não são episódios de atividade convulsiva. Seu cão NÃO vai morder a língua enquanto acontece o espirro reverso! Então não coloque sua mão dentro da boca na tentativa de mover a língua para fora do caminho de seus dentes.

 

Posso evitar que meu animal de estimação tenha espirros reversos? A RESPOSA É SIM, VOCÊ PODE !!!

Como não podemos manter nossos Pugs em uma bolha de plástico, longe de alérgenos ou outros fatores que podem desencadear crises de espirro reverso, podemos ajudar amenizar com as seguintes dicas que recomendamos

Quando chamar o veterinário

O espirro reverso em si, não é algo que você precisa sair da cama as pressas para levar em uma clínica veterinária se ocorrer durante a madrugada, como citamos acima ela irá parar por conta própria e provável que terá reincidências durante a vida do seu Pug. Quando ocorrer poderá ajuda-lo.

Se o espirro reverso do seu animal de estimação se tornar um problema crônico, ou os episódios estão se tornando frequentes ou prolongados, recomendamos que você faça uma consulta com seu veterinário para descartar causas, como um corpo estranho no trato respiratório, câncer nasal, pólipos ou tumores, ácaros nasais, traqueia em colapso, tosse de canil ou infecção respiratória.

Lembre-se, se for possível faça um vídeo para auxiliar seu Veterinário no diagnóstico, às vezes pode ajudá-lo a identificar o que realmente está acontecendo com seu Pug.

Se o seu animal de estimação estiver apresentando episódios prolongados de espirros reversos, secreção sangrenta ou amarela do nariz ou qualquer outro problema respiratório semelhante, marque uma consulta com seu veterinário de imediato.

O espirro reverso em si não requer tratamento. Uma vez que ele pára e o espasmo acabou, o palato macio retorna à sua posição normal e seu Pug volta a ser seu grande e melhor companheiro. Se o seu Pug já está sofrendo de alergias e o alérgeno é irritante causando espirros reversos, medicamentos anti-histamínicos podem ajudar.

 

E não se esqueça !!!

Quando seu cão sofre de um episódio de Espirro reverso, fique tranquilo e fale com ele com uma voz calma para evitar agita-lo ou assustá-lo.Também será vantajoso manter o peso do seu cão nos limites desejados.

 

E você, gostou do nosso texto? As informações foram úteis para você? Deixe sua opinião nos comentários!

 

Publicado em

Deixe um Comentário